Ouro Verde divulga Resultados do 1T16

Destaques

  • O ano de 2016 começou com o cenário macroeconômico muito parecido de 2015, uma vez que o mercado continua com tendências negativas em relação a PIB, inflação e taxa de juros. Novamente a Ouro Verde demonstrou, mesmo nesse cenário menos favorável, sua grande qualidade de resiliência e apresentou crescimento no 1T16. A Receita Líquida de Serviços de Locação registrou crescimento de 5,0% na comparação com o 1T15. A Receita Operacional Líquida, incluindo a venda de ativos, manteve evolução, com aumento de 8,4% em relação ao 1T15, totalizando R$226,1 milhões.
  • O EBITDA ajustado dos segmentos de locação de máquinas e equipamentos pesados e terceirização de veículos leves no 1T16 totalizou R$120,5 milhões, 10,1% acima do valor apresentado no 1T15 com margem EBITDA de 64,8%.
  • A frota totalizou 32.436 itens ao final do 1T16, 5,7% inferior ao mesmo período de 2015. Deste montante, 8.335 itens representavam máquinas e equipamentos pesados e 24.101 itens representam veículos leves.
  • A Receita Futura Contratada, proveniente dos contratos com nossos clientes, que variam de dois a sete anos, com média de 4,4 anos, totalizou R$2.037,7 milhões no encerramento do 1T16.
  • Ao final do 1T16, a Ouro Verde contava com uma posição de Caixa e Aplicações Financeiras no montante de R$350,1 milhões. Em contrapartida, o Endividamento Líquido Ajustado atingiu R$ 1.403,1 milhões, dos quais, 60,9% são decorrentes de FINAME e Leasing.
  • A projeção da Companhia é manter sua solidez financeira, buscando o aumento da rentabilidade operacional e novos investimentos ainda mais seletivos, consequentemente reduzindo seus níveis de alavancagem financeira. Esta cautela já pode ser verificada na redução da alavancagem (endividamento líquido/ Ebitda Ajustado 12 meses) de 3,67x no 1T15, para 3,20x no 1T16.

Para acessar o Release, clique aqui.

Mapa do Site

Fechar Mapa

Rua João Bettega, 5700 - CIC
Curitiba - PR - CEP 81350-000
Telefone: (41) 3239-7000
Fax: (41) 3239-7077
Fechar